Florianópolis | 23/01/2020

Ordem de serviço para restauração de duas fortalezas da Ilha de Santa Catarina é assinada



Duas fortalezas da Ilha de Santa Catarina devem passar por restauração das edificações e requalificação urbana do entorno. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) assinou a ordem de serviço na quarta-feira (22), em Florianópolis. A previsão é que o início das obras ocorra em até 15 dias.

Segundo a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que administra as áreas, no cronograma estão obras de acessibilidade, paisagismo, mobiliário urbano, sinalização e expografia. Além disso, será realizada reparos estruturais, na rede elétrica, manutenção hidráulica e pintura.

O valor total da restauração é de mais de R$ 12 milhões, sendo R$ 6,26 milhões para a de São José da Ponta Grossa, que fica no alto do Morro da Ponta Grossa, a cerca de 25 quilômetros do Centro, na Praia do Forte. Já a Fortaleza de Santo Antônio de Ratones, que fica em uma pequena ilha, com acesso apenas pelo mar, deve receber R$ 5,747 milhões.

Os projetos foram contratados e serão executados pelo Iphan. As obras serão custeadas pelo Fundo de Defesa dos Direitos Difusos (FDD) e investimento de emenda parlamentar, com duração prevista de até dois ano.

Foto: Projeto Fortalezas UFSC/Divulgação