Justiça | 27/09/2019

Justiça condena IMA a pagar R$ 100 mil de indenização por racismo contra associação quilombola do Rio Vermelho



A 6ª Vara Federal de Florianópolis condenou o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) ao pagamento de R$ 100 mil de indenização por racismo contra a Associação da Comunidade Vidal Martins, que é quilombola. A Justiça considerou que o IMA discriminou a associação ao impossibilitar a participação dela na gestão do Parque do Rio Vermelho, na capital.

O IMA nega em nota que houve discriminação e afirma que vai recorrer. A decisão judicial, publicada na segunda-feira (23), também determinou que a gestão do camping do parque seja feita via convênio entre o IMA e a associação na temporada 2019/2020. Atualmente, o camping está fechado.

Foto: Campingo do Rio Vermelho/Divulgação